quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Câmara reduz impostos!...

Leiria: Câmara reduz impostos e prevê diminuir receitas em 1,75 milhões de euros

Leiria, 03 Nov (Lusa) – A Câmara de Leiria aprovou hoje a redução da carga tributária aos munícipes, situação que determinará uma diminuição de receitas de 1,75 milhões de euros, revelou o presidente da autarquia, Raul Castro.

Na primeira reunião do executivo municipal após o acto eleitoral de 11 de Outubro, ganho pelo PS, Raul Castro justificou a medida com o facto de pretender “cumprir o que o foi proposto aos eleitores”, explicando que tem o objectivo de contrapor à redução de receitas “um melhor índice de eficiência na gestão da autarquia”.

A autarquia aprovou hoje a redução das taxas do imposto municipal sobre imóveis, assim como da taxa da derrama, diminuindo ainda em um por cento a participação no Imposto sobre Rendimento de Pessoas Singulares (IRS) dos contribuintes de Leiria, que foi fixada em quatro por cento.

Raul Castro explicou que no caso do IRS só terá efeitos nas contas da autarquia a partir de 2011, mas sublinhou a sua importância para os cidadãos.

“Queremos fazer sentir às pessoas que estamos solidários e preocupados com a crise”, acrescentou o presidente do município, que rejeitou a medida defendida pelos vereadores da oposição de canalizar a diferença na acção social.

Raul Castro, que prometeu no próximo ano baixar até aos dois por cento o valor de participação no IRS, adiantou que “poderá haver reforço na acção social” mesmo sem aquela verba.

Nesta primeira reunião, foram ainda anunciados os pelouros distribuídos aos cinco eleitos do PS, confirmando-se o que o presidente do município admitira na tomada de posse: a coligação com o vereador eleito pelo CDS-PP, António Martinho, para garantir a maioria absoluta no executivo camarário.

Adiada ficou a nomeação do conselho de administração da empresa municipal Leirisport, que tem a seu cargo a gestão do estádio e de outros equipamentos desportivos.

Raul Castro esclareceu que os futuros administradores da empresa, a nomear dentro de duas semanas, terão a responsabilidade de realizar um estudo para aferir as “condições em que a Leirisport pode ter uma gestão equilibrada e auto-sustentada”.

“Neste momento não há soluções”, disse, frisando que só depois daquela avaliação é que o futuro da empresa municipal será decidido.

O presidente da Câmara adiantou que sobre a Leirisport, assim como a Câmara Municipal e o Teatro José Lúcio da Silva, incidirá uma auditoria, cujo caderno de encargos está a ser ultimado, acreditando que no início do próximo ano estará concluída.

Esta reunião do novo executivo municipal decorreu na Biblioteca Municipal, dado terem sido detectados “problemas com os tectos do salão nobre” dos Paços do Concelho na sequência de uma “vistoria”, declarou Raul Castro.

“Será feito o projecto de recuperação e depois avançaremos com as respectivas obras”, acrescentou Raul Castro.

SYR.

Lusa/Fim

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Leiria, Portugal
Um Viseense tão Leiriense como os que o são... O que me vai ocorrendo...